Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Projeto de Extensão do IFSP é tema de artigo no Brazilian Journal of Development

Publicado: Sexta, 16 de Julho de 2021, 09h47

O objetivo do trabalho publicado foi relatar a experiência da construção e implementação de um modelo educacional para inclusão produtiva de pessoas egressas do sistema prisional. O projeto Alvorada, foi implementado em 2017 no IFSP Campus Campinas em uma ação conjunta entre o Instituto Federal de São Paulo (IFSP) – campus Campinas, Centro de Tecnologia da Informação (CTI) Renato Archer, Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo (SAP) e o Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), que integraram esforços  para promover oportunidades de inclusão social de pessoas egressas do sistema prisional, via inserção no mundo do trabalho. 

 

Participaram do projeto Alvorada 20 egressos do sistema prisional. Esses egressos receberam uma capacitação técnica, de duração de 5 meses com formação de eletricista instalador predial de baixa tensão com aulas em tempo integral. O projeto Pedagógico do Curso (PPC) de Eletricista instalador predial de baixa tensão foi construído como um curso de extensão por professores e técnicos administrativos do IFSP-CMP que trabalharam voluntariamente no projeto. Além da capacitação, o projeto contava com uma etapa de incubação que teve duração de 7 meses. Na etapa de incubação os tutores acompanharam os estudantes em estágios ou autogestão. 

 

O artigo foi elaborado pelos docentes do IFSP CMP Wania Tedeschi e Francisco Ubaldo Vieira Júnior, ambos participaram do projeto de julho de 2017 a junho de 2018. O projeto que objetivou a  reinserção de pessoas egressas ao mercado formal de trabalho demonstrou bons resultados visto que dados de junho de 2021 mostram que nenhum participante reincidiu no sistema prisional.

 

O projeto segue em andamento agora em seis estados da federação e em quinze instituições:

IFPB, IFRO, IFRS, IFSC, UFU, IFRN, IFSULDEMINAS, IFNMG, UFRN, IFPI, IFES, IFAL, CEFET-MG, UFPI e IFMG.

registrado em:
Fim do conteúdo da página